domingo, 4 de julho de 2010

pra Fernanda: cujos olhos...
ah -suspira-, cujos olhos...

um avião dentro do peito
a garota aponta o céu
o mundo das nuvens em que flutua
o corpo a cabeça e o resto

beija-flor pousou
no pulso do meu amor
e pelo pulso sentiu
que é amor assim
cuidou, a flor abriu

seu sorriso floriu em mim
nuvens são dentes de leão que o vento desfaz
seu toque desabrochou meu peito entregue.

Um comentário:

Ferdi disse...

Estou chorando.