terça-feira, 10 de agosto de 2010

armários esvaziados
para fora dos hábitos
chapéu, violão, caneca,
ingressos, céu, ônibus,
livraria, calçada, poste,
ideologia, sorriso

os mundos que pertencem
são já outros
malas prontas em um trem
de partida: só de ida
alguns segundos escorreram dos
dedos da ampulheta agora é
novo de novo, obrigado

a moldura entortou de vez para
adaptar a perspectiva ao quadro

Um comentário:

naomefazpensar disse...

A moldura que se adapta ao quadro... Achei essa analogia fantástica!