sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

A alma imortal.

o mundo passava diante dos seus olhos, mas eles se mantinham voltados para dentro
para um mundo que ela imaginou de muitos
sendo mais seu que de outros

olhava para si e para seus anseios
sem perceber que do outro lado o espelho também observa
aconselha a ouvidos surdos
olhar para fora
ou para dentro
é nada diferente visto de fora

tudo são projetos que ela realiza se quiser, tudo é uma ótica
uma visão por dentro de algo
de dentro ou de fora

o mundo passa diante dos olhos dela
mas seus olhos são um mar azul
de sonhos diante de um mundo que não sabe o que oferece
mas sabe o que oferece a ele

sem hesitar
olhando firme
com um sorriso no canto da boca
um sorriso de quem descobriu engrenagens
que quer superar.

Um comentário:

Eloisa disse...

Todo mundo imaginário é sempre mais daquele que imagina do que de todos os outros.