terça-feira, 3 de novembro de 2009

Égloga Joyceana/Schülleriana

Poema estruturado/versificado por Luísa Leite Santos de Freitas


A mais vistosa violeta
velada
da vila, cuja vida visito
vigilante,
pois vinga, viceja vitrificada
entre dois instantes vívidos.
Vi vindo a mim

 vítima
de vinte vis poemas vilíngües .
Virados em vitrines

viscosas
de um sentimento vago,
 visto que vasto, vaporoso,
visto que vital para a sobrevivência de si.

3 comentários:

* L. disse...

É DE Freitas. Mas tudo bem. :D

Hugo Crema disse...

Saudades dos tempos em que elogiavas ou criticavas o que eu escrevia ao invés de se ater unicamente a detalhes formais.

* L. disse...

Pra que saudades se faço as duas coisas sempre?