terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Fell through the ice

nenhum dramaturgo conseguiu
por expressões e feitos
caretas pantominas e frases de efeito
traduzir o cerne de cada coisa
sem que a falsidade gritasse

é tudo representação

tudo é palavra e nenhuma me serve
quando um tipo de agulha me rasga
procurando em vão que eu resista
que eu escape
de uma dor que em ondas simples
e por isso mais demolidoras derrubam
do nada o tudo

3 comentários:

Ferdi disse...

Nem tudo é representação, ou é.. depende de quem pinta e suas tintas.
Bom texto.

Hugo Crema disse...

Obrigado, posso perguntar como descobriu este blog náufrago no meio do mar de tantos outros?

Ferdi disse...

Se quando eu escrevi isso tivesse direito de resposta provavelmente teria vergonha de dizer "Olha, conheço de outros carnavais, mas sempre preferi a omissão".

Engraçado ler-me e pensar que não sou nem por um segundo a mesma menina de cabelo azul desse oito de dezembro que foi há tão pouco tempo.
Engraçado..