quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Poema do dia recente

Uma inundação de você
uma enchente
dos silêncios dos gestos contidos
sorrisos desabridos
olhares nas entrelinhas
trocas que não planejo

uma overdose a que não sobrevivo
me afogo e não quero nada além
do que já tenho